Depilação Elétrica

Depilação Elétrica 2017-09-11T17:45:17+00:00
none Depilação Elétrica Depilação Elétrica mulher laser depilacao eletrica

Quando o Laser e a Luz Pulsada não funcionam.

  • Benefícios:
    Única técnica de depilação definitiva eficaz em pêlos brancos, muito louros ou ruivos. Maior segurança para a zona inferior das sobrancelhas (pálpebra).
    Adequada para eliminação de pêlos em zonas muito reduzidas, pêlos esporádicos em zonas alargadas e segura em todos os fototipos.
  • Resultados:
    Eficazes e comprovados desde 1875, a Eletrocoagulação é reconhecida por centenas de artigos científicos publicados pela bibliografia médica.
  • Causas:
    Os pêlos muito louros, ruivos ou brancos são sobretudo causados pela genética. Com uma coloração de raiz clara ou branca, só são eficazmente eliminados com a eletrocoagulação (ou eletrólise ou depilação elétrica).
  • Tratamentos com protocolos exclusivos:
    A depilação definitiva elétrica (também denominada por eletrocoagulação ou eletrólise) é uma técnica com mais de 100 anos, comprovadíssima como eficaz.
    É feita com um equipamento que permite selecionar vários tipos de correntes elétricas (termólise, eletrólise, blend e flash), utilizadas de acordo com o tipo de pêlo e sensibilidade da pele, tendo por objetivo inativar as células germinativas do pêlo.

    Aplica-se através de um filamento (agulha tão fina quanto a espessura de um pêlo) que se introduz até ao bolbo piloso a fim de o coagular, progressivamente.

    Não tem quaisquer contraindicações (excepto Pace Maker) ou efeitos secundários.

    A Depilação Elétrica é adquirida em minutos. Opte por comprar o que melhor se adaptar e de acordo com a necessidade (5, 15, 30, 60 minutos…).

    O intervalo entre as sessões é também de acordo com a necessidade e recomendado após avaliação inicial em consulta.

  • Conselhos:
    Sendo pêlo a pêlo, é uma técnica demorada e algo incómoda, sendo recomendado apenas quando o Laser ou a LP/IPL não estão aconselhadas (algumas doenças autoimunes) ou não são eficazes.
    Se, na execução do tratamento, a sensação for um pouco desconfortável, pode optar pela colocação dum anestésico local, completamente inócuo e que torna o tratamento indolor.

    O uso de protetor solar na zona tratada, é aconselhado.

  • Científico:
    A história revela que já em 1500 a.C. os homens removiam os pelos. Com um depilatório feito de sangue de diversos animais, gordura de hipopótamo e carcaça de tartaruga, pessoas de diversas sociedades procuravam eliminar o excesso de pelos e lanugens, para fins estéticos e para a higiene pessoal.
    A Eletrólise para a depilação foi inventada nos Estados Unidos em 1875 por Charles E. Michel MD. Usou um fio fino no qual uma corrente elétrica era induzida para remover permanentemente pêlos encravados.

    O seu método foi aprovado e adaptado pela comunidade médica para o tratamento de pêlos excessivos em qualquer parte do corpo.

    A Eletrocoagulação (ou eletrólise ou depilação elétrica) é reconhecida por centenas de artigos científicos publicados pela bibliografia médica.

    Eletrocoagulação é a depilação feita por meio de um aparelho que gera corrente de radiofrequência ou elétrica. Um filamento metálico muito fino é introduzido dentro do folículo piloso, onde é aplicada uma descarga elétrica de muito baixa intensidade para coagulação dos capilares sanguíneos.